sexta-feira, 28 de agosto de 2020

'O bicho tá pegando no Rio hoje', diz Bolsonaro sobre Witzel

Presidente comentou ainda auxílio emergencial: "a gente não tem como se endividar mais. Eu sei que é pouco, mas ajuda, não é aposentadoria"

Bolsonaro afirma que auxílio emergencial "não é aposentadoria"Reprodução Youtube
O presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), comentou na manhã desta sexta-feira (28) o afastamento imediato determinado pelo STJ (Superior Tribunal de Justiça) do governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), nesta sexta-feira (28). "O bicho tá pegando no Rio hoje, hein. Quem é teu governador?”, questionou um apoiador carioca.

A medida prevista pelo órgão tem validade de 180 dias. O STJ também expediu mandados de prisão contra o presidente do PSC, Pastor Everaldo, e contra o ex-secretário de Desenvolvimento Econômico Lucas Tristão.

Bolsonaro comentou ainda o período do auxílio emergencial oferecido à população de menor poder aquisitivo em decorrência da pandemia do coronavírus. "Custa R$ 50 bilhões por mês, a gente não tem como se endividar mais. A gente pretende até o final do ano (oferecer) uma importância menor do que R$ 600. Eu sei que é pouco, mas ajuda emergencial, não é aposentadoria. Nós colocamos o auxílio por três meses e tem cara que reclama que é pouco", afirmou aos apoiadores.

Bolsonaro afirmou ainda que não vai participar das eleições municipais. "Publiquei hoje uma nota que não vou participar das eleições municipais. Qualquer processo contra mim, pega.


Os advogados de Witzel enviaram nota sobre a determinação do STJ: "A defesa do governador Wilson Witzel recebe com grande surpresa a decisão, tomada de forma monocrática e com tamanha gravidade. Os advogados aguardam o acesso ao conteúdo da decisão para tomar as medidas cabíveis".


Fonte: R7

Posts Relacionados

'O bicho tá pegando no Rio hoje', diz Bolsonaro sobre Witzel
4/ 5