quinta-feira, 6 de agosto de 2020

Aneel aprova aumento da tarifa de energia no Pará


A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou, nesta quinta-feira, 6, reajuste tarifário da Equatorial Energia Pará. A distribuidora atende a 2,7 milhões de unidades consumidoras localizadas em 144 municípios do Pará. O reajuste na conta de luz dos consumidores residenciais e industriais entra em vigor a partir desta sexta-feira, 7.

O reajuste é justificado, segundo a agência, em especial pelos custos de transmissão e distribuição de energia. Segundo a Aneel, o reajuste médio será de 2,68% distribuído entre baixa tensão, de 3,29%, e alta tensão, de 0,44%.

Segundo o Dieese/PA, o reajuste médio da energia elétrica autorizado pela Aneel para a Equatorial, em 2,68%, ficou acima da inflação estimada em 2,50% para os últimos 12 meses.

Segundo estudos do Dieese/PA, os impactos no bolso dos consumidores paraenses com os reajustes nas contas de energia elétrica desde a privatização da Celpa, em 1998, são bem maiores do que somente os percentuais autorizados no aniversario das privatizadas ou das revisões tarifárias ocorridas durante este período.

Segundo o departamento, isso se dá devido à elevação das alíquotas de ICMS sobre a energia elétrica em janeiro 2001, aliada aos reajustes para cobrir os prejuízos da Rede Celpa com o apagão em janeiro 2002, além dos ajustes anuais do Seguro Apagão (até 2005) e, mais recentemente, ao regime de bandeiras. Tudo isso, segundo o Dieese, faz com que o valor da tarifa de energia elétrica cobrada pela Equatorial no Pará tenha crescimento expressivo e acima da inflação.


O Dieese aponta que, com isso, a elevação acumulada nas contas de energia para o consumidor residencial paraense, desde a privatização, em julho de 1998 até agora, alcance cerca de 660%. A inflação estimada para este mesmo período fica em torno de 272%.


Fonte: O Liberal

Posts Relacionados

Aneel aprova aumento da tarifa de energia no Pará
4/ 5