sábado, 11 de julho de 2020

Imunidade à covid-19 pode ser maior na população do que indicam os testes, diz estudo


A Suécia está em os países mais criticados no mundo todo no que diz respeito ao combate à covid-19. Com poucas restrições quanto à mobilidade e ao distanciamento social, chegou a 70 mil infectados e mais de 5.000 mortes.

Segundo um estudo do Hospital Universitário Karolinska, na Suécia, “uma em cada três pessoas que testaram positivo para anticorpos, também tinham células T que identificam e destroem células infetadas”. Assim, nota-se que cerca de 30% dos suecos teria desenvolvido imunidade ao coronavírus.

Há um mês um outro estudo, da Universidade Johns Hopkins, referia que uma em cada cinco pessoas de Estocolmo, tinha desenvolvido anticorpos contra o vírus.


Trata-se de um estudo ainda embrionário, uma vez que apenas 200 pessoas participara dessa amostragem e as análises ainda não foram revistas.

“Análises avançadas permitiram mapear detalhadamente a resposta das células T durante e após uma infeção pelo covid-19. Os nossos resultados indicam que aproximadamente duas vezes mais pessoas revelaram ter células T em comparação àquelas em que podemos detetar anticorpos”, disse Marcus Buggert, professor assistente do Centro de Medicina Infeciosa do Karolinska Institutet, um dos autores do artigo.

Segundo dados dessa pesquisa, e 30% de seus doadores de sangue tinham células T específicas para covid-19 e essa forma de imunidade era predominante entre os portadores assintomáticos da doença. Segundo o consultor do Hospital Universitário Karolinska, Soo Aleman: “Uma observação interessante foi que não foram apenas os indivíduos com covid-19 que mostraram imunidade às células T, mas também muitos de seus familiares expostos assintomáticos”.

“Os nossos resultados indicam que a imunidade de grupo ao covid-19 é provavelmente significativamente maior do que os testes de anticorpos sugeriram”, afirma Hans-Gustaf Ljunggren, do Centro de Medicina Infecciosa, Karolinska Institutet.


Assim, se a pesquisa estiver correta, a imunidade contra a covid-19 pode ser até 30% maior do que se esperava tendo por base a imunização apenas dos já infectados pela doença.


Com informações do DN

Posts Relacionados

Imunidade à covid-19 pode ser maior na população do que indicam os testes, diz estudo
4/ 5