sábado, 25 de julho de 2020

Importunação sexual: Homem apanha de mulher após tentar passar a mão nela

Bianca Santos é vendedora ambulante, e conta que estava trabalhando quando o homem teria tentado pegar em seus seios.

Foto: Reprodução / Redes Sociais
No vídeo que começou a ser compartilhado nas redes sociais nesta quinta-feira 23, aparece uma mulher desferindo vários socos no rosto de um homem, em via pública da cidade de Medicilândia.

Bianca Santos é vendedora ambulante, e conta que estava 
trabalhando quando o homem teria tentado pegar em seus seios, foi quando ela reagiu e partiu pra cima dele, que ainda chegou a arremessar uma garrafa na mulher tentando se defender, em seguida o homem, identificado como Renato Nascimento, mas conhecido como Renatinho levou vários socos no rosto, ficando bastante machucado. Segundo populares, ele é acostumado a assediar mulheres pela cidade.

Nas redes sociais, muitas pessoas aplaudiram a ação de bianca, que reagiu ao assédio.

Em outro vídeo, o homem aparece com o olho inchado pedindo desculpas a mulher. “Desculpa ai ta filha, eu ta tudo bem. Foi mal entendido, tava meio chapado, desculpa ai ta loirinha”.

Durante uma matéria publicada no Jornal SBT Altamira, Bianca disse ter sido importunada várias vezes pelo homem. “Eu estava no meu ambiente de trabalho quando esse cara chegou. Ele ficava toda hora passando a mão em meu braço, querendo me alisar, e eu falei não moço, não toque em mim. Foi o momento em que falei olha sai daqui senão você vai apanhar. Ele saiu, deu acho que uns 5 passos, eu acho que ia sair e voltou, quando ele voltou, ele ficou falando palavras inapropriadas e tava passando a mão, querendo pegar as mãos no meu peito”, afirma Bianca.

Veja os dois vídeos:



A Família de Renato

Com a repercussão do caso, a família de "Renatinho" falou com nossa equipe, e pedem ajuda, segundo Iolete Silva, irmã de Renato, ele sofre de doença mental, e devido à falta de recursos não procuram por tratamento. “Ele tem problemas na cabeça, mas é trabalhador não meche com ninguém, mas quando ele bebe ele parece que fica pior, passa de 2 a 3 dias na rua, e apanha muito, volta machucado pra casa”.

A família preocupada com o que pode acontecer com Renato pela rua, pede ajuda para o tratamento do mesmo. “As pessoas tiram sarro dele, parece que batem só na cabeça dele, ele fica cada vez pior”.

A família pede ainda ajuda para que ele possa receber tratamento, temem que ele acabe sendo morto pelas ruas de tanto apanhar na cabeça, por ter esses problemas mentais. "É muito triste, as pessoas tiram sarro, porque não sabem o que passamos, eu queria que nos ajuda-se, ele apanha direto”, afirma Simone, sobrinha de Renato.

Importunação sexual é crime denuncie


De acordo com a Lei 13.718/18, sancionada em 2018, importunação sexual é crime. O crime de importunação sexual é caracterizado pela realização de ato libidinoso na presença de alguém e sem sua anuência. O caso mais comum é o assédio sofrido por mulheres em meios de transporte coletivo, como ônibus e metrô. Antes, isso era considerado apenas uma contravenção penal, com pena de multa. Agora, quem praticá-lo poderá pegar de 1 a 5 anos de prisão.


Também poderá receber a mesma pena quem vender ou divulgar cena de estupro por qualquer meio, seja fotografia, vídeo ou outro tipo de registro audiovisual. A pena será maior ainda caso o agressor tenha relação afetiva com a vítima.

Fonte: Xingu 230

Posts Relacionados

Importunação sexual: Homem apanha de mulher após tentar passar a mão nela
4/ 5