sexta-feira, 24 de julho de 2020

Brasil se tornou oportunidade comercial da China


Em janeiro deste ano, o presidente da Câmara de Comércio e Indústria Brasil China (CCIBC), Charles Tang, declarou que “a China está disposta a investir fortemente no Brasil e na América do Sul”.

No mesmo mês, o governador de São Paulo, João Doria, afirmou que o plano para 2020 era acelerar os processos de desestatização de empresas para que elas fossem concedidas ou vendidas a estrangeiros.

Doria ainda declarou, em uma entrevista, que “os chineses serão muito agressivos e estarão muito presentes” nas disputas.

Os números traduzem as intenções chinesas: antes do início da quarentena no Brasil, o país asiático fechou contratos de mais de R$ 17 bilhões com o estado de São Paulo.

No primeiro quadrimestre de 2020 as exportações brasileiras para a China aumentaram 11,3% e houve casos de empresas chinesas que investiram no Brasil durante a pandemia.


O país asiático já fechou contratos de mais de R$ 17 bilhões com o estado de São Paulo


É o caso da fabricante de caminhões Foton Brasil, que responde ao conglomerado chinês Grupo BAIC. A empresa viu o crescimento do número de entregas surgir diretamente ligado às regras do isolamento social.


Fonte: Pública Brasil.

Posts Relacionados

Brasil se tornou oportunidade comercial da China
4/ 5