20 de jun. de 2020

Cientistas produzem um colírio capaz de curar a miopia e a hipermetropia

Batizado de Nano-Drops, o colírio consegue restaurar a córnea e eliminar a a necessidade do paciente usar óculos


Uma nova tecnologia de ponta desenvolvida por pesquisadores do Instituto de Nanotecnologia e Materiais Avançados (BINA), da Universidade Bar-Ilan, em Israel, é capaz de oferecer uma nova alternativa para pessoas que usam óculos ou lentes de contato e, inclusive para as pessoas que tiveram que fazer algum tipo de procedimento a laser por erros de refração.

A nova tecnologia , chama-se “Nano-Drops”, foi idealizada e criada pelos seguintes pesquisadores: Dr. David Smadja, oftalmologista do Centro Médico Shaare Zedek e pelo Prof. Zeev Zalevsky, da Faculdade de engenharia Kofkin em Barlan, e por último o Professor. Jean Paul Moshe Lellouche, chefe do Departamento de Química de Bar-Ilan.

Um dos benefícios da Nano-Drops, é que possui efeito de correção óptica, capaz de modificar localmente o índice de refração da córnea. Tecnicamente falando, a magnitude e a natureza da correção óptica são ajustadas por um certo padrão óptico que é estampado na camada superficial do epitélio da córnea com uma fonte de laser. Ou seja:

Em um futuro bem próximo, esta descoberta facilitará a vida de pacientes que utilizam óculos, permitindo que a pessoa corrija sua visão no conforto e comodidade de sua própria casa. Isto será possível graças a um aplicativo que a pessoa baixa via celular para enquadrar e medir sua visão. O software fará o diagnóstico completo da qualidade da visão, assim, o paciente conecta um dispositivo de origem a laser para ajustar qual é o nível da correção necessária à normalização da visão, o último passo é aplicar o Nano-Drops que ativará o padrão e realizará a correção necessária.

Após este procedimento prático, eficiente e rápido a hipermetropia estará resolvida definitivamente.

Conforme os cientistas, um protótipo dos equipamentos já foi produzido, e testado em vários animais, contudo, precisam de mais testes para aplicação das gotas em humanos, para assim determinar a duração dos efeitos.


Imagine só o quanto essa invenção não vai facilitar a vida das pessoas, o conhecimento científico realmente é uma ferramenta importantíssima para a saúde
.

Com informações: phys.org e Bar-Ilan University